revista uso

  • Projeto de Thiago Mostazo, Santiago Segundo e Pedro Mirili
  • Projeto editorial Lídia Ganhito e Bernardo Brasil
  • Direção visual Lídia Ganhito

A Revista USO é uma publicação de literatura e artes, composta apenas por trabalhos autorais. A primeira edição conta com 21 novos escritores/as e artistas visuais, explorando diversas linguagens como ilustração, colagem, fotografia, poesia, prosa e dramaturgia.

A proposta da revista é abrir espaço para novos escritores e artistas, recebendo textos de todo o Brasil para oxigenar o meio literário; um novo espaço que dá voz a autores estreando no mercado editorial.

Uma narrativa do clássico ao vulgar

A narrativa da revista faz um percurso do clássico ao vulgar. Ela começa sempre com textos em um formato mais tradicional, das vertentes literárias conhecidas e estudadas e caminha para textos que fazem uma investigação da literatura contemporânea, dialogando com a escrita característica dos tempos digitais. Assim, a revista uso busca incidir com a literatura nessas novas linguagens e contexto atual.

O objetivo do Pavio era criar um projeto gráfico modular e flexível, que amparasse e desse coerência à esta pluralidade de linguagens e vozes - contudo sem correr o risco de homogeneizar o discurso. Entendemos que texto, ilustrações e layout deveriam estar em constante diálogo, criando uma nova narrativa pela intersecção das diferentes linguagens.

Outro ponto chave do projeto era a distribuição da revista a preços acessíveis. Assim, partimos para uma investigação dos melhores materiais e processos a preços acessíveis, garantindo que o produto final fosse bem acabado e pudesse ser distribuído ao preço máximo de R$20.

O projeto se iniciou com o convite do comitê editorial à @chegadelidia. A partir da leitura dos textos, ela convidou diversas artistas visuais a fazerem sua interpretação do tema-mote da edição, a INANIÇÃO. Algumas artistas desenvolveram peças específicas para um texto, contudo, a maior parte desenvolveu imagens que falam mais sobre o tema de forma geral. Assim, partimos para o trabalho criativo de pareamento de imagem, texto e layout. Este é um trabalho que sempre precisa ser feito com cuidado porque os significados e leituras do conjunto mudam radicalmente de acordo com o pareamento proposto. Dessa forma, conduzimos o processo de forma a trabalharmos abertamente com arquivos fechados, discutindo coletivamente todas as decisões e mostrando sem pudor as entranhas dos processos criativos uns para os outros.

A convite do Estúdio Pavio, Bernardo Brasil mergulhou no estudo de automações do Adobe Indesign para desenvolver um projeto cujo fluxo de trabalho que permitisse esticar o conteúdo de maneira rápida e assertiva. Utilizando métodos de importação de texto com substituição de estilos automática, além de toques de código – como trocas contextuais de estilos utilizando expressões regulares do GREP styles – foi possível passar mais tempo explorando as possibilidades plásticas e semânticas do projeto.

Criamos uma tipologia de contrastes tipográficos e inversões que, apesar de parecerem ousar definir o gênero do texto, contemplam a possibilidade de textos híbridos.

PRODUÇÃO EDITORIAL por Pedro Mirilli, Santiago Segundo e Thiago Mostazo | PROJETO GRÁFICO desenvolvido por Estúdio Pavio - Bernardo Brasil e Lidia Ganhito | CAPA Gravura de Maria Rosalem e layout de Bernardo Brasil | FOLHA DE ROSTO Gravura de Maria Rosalem | LITERATURA Avelino Alves, Georgia Garms, Isadora Lobo, João Mostazo, Mariana Pougy, Marina Mole, Neurastênico de Guadalupe Bezerra, Santiago Segundo, Thiago Mostazo, Tim Bührer e Tomaz Civatti | ARTES VISUAIS Anaís Escalona, Anita Lisboa, Cipriano Souza, Mariana Pougy, Maria Rosalem, Matias Vilardaga, Mirilli, Renata Torralba, Santiago Segundo | COLABORAÇÃO Guilherme Ziggy, Moara Brasil e Vitor Campilongo | REVISÃO João Mostazo | IMPRESSÃO Capa em Papel Fcard Canário 180g/m² e miolo em papel Alto Alvura 90g/m². Composto usando as tipografias TT Norms e TT Tricks da fundição russa Type Type. Impresso na gráfica Psi7 em Junho de 2019. Tiragem de 350 exemplares.