literatura, educacao

Série Leituras Críticas

design gráfico

projeto-grafico, ilustração

Publicada pela Editora Matrioska, A série Leituras Críticas Importam constitui uma dimensão de que a luta por questões estruturais, fundantes, elementares são necessárias e constantes. Esta série aponta para o direcionamento de que a ancestralidade é mais que uma definição: é um compromisso com as gerações anteriores e com uma tradição que jamais pode ser apagada. Nos textos que conformam essa obra ambiciosa, as ancestralidades não podem ser vistas apenas como uma forma de expressar e legitimar dimensões singulares e simples, mas sim, de compreendermos as questões convergentes e divergentes nessas trajetórias, tão necessárias para uma construção democrática, plural e crítica.

A convergência está no núcleo de nossos livros, que buscam reconhecer a existência de uma estrutura construída a partir de racismos contra indígenas, negros, povos e comunidades tradicionais, de discriminações contra as pessoas em situação de rua, pessoas com deficiência, pessoas LGBTQIA+, imigrantes e refugiadas. Está no reconhecimento das formas pelas quais o patriarcalismo é tensionado pelos feminismos; ou na constatação dos privilégios daqueles beneficiados por essa construção social em todas as instâncias dessa sociedade, inclusive no ambiente de trabalho. Na divergência, a necessária compreensão das multifaces que constroem uma dimensão imagética encantadora, brilhante, genial, rica e em caminhos abertos à crítica.

Coordenação

Alvaro de Azevedo Gonzaga

Edição

Editora Matrioska

Direção de Arte

Rafaela Forte Fiorini

Ilustração

Rafaela Forte Fiorini e Lídia Ganhito

Preparação para portfólio

Emerson Freire